Mostrando postagens com marcador Financeiro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Financeiro. Mostrar todas as postagens

sábado, 12 de outubro de 2019

Guia SUNO Fundos Imobiliários: Introdução sobre investimentos seguros e rentáveis

Os fundos imobiliários mesclam a segurança associada aos investimentos conservadores em imóveis tradicionais com a rentabilidade que só os melhores ativos do mercado financeiro podem ofertar com previsibilidade e consistência.

Relativamente novos na Bolsa de São Paulo – ainda permitindo aos investidores colherem os benefícios reservados aos pioneiros – os fundos imobiliários democratizam o acesso de pessoas comuns às melhores oportunidades que os mercados imobiliário e financeiro podem oferecer.

Imóveis pertencentes a fundos imobiliários geralmente dialogam com grandes metrópoles e grandes estruturas de transporte, como rodovias e entornos de portos e aeroportos. O que aumenta o desafio em analisar tais fundos é que as cidades não são estáticas: elas evoluem com o passar do tempo, assim como a infraestrutura de um país.

O investimento em fundos imobiliários representa uma jornada de várias milhas. O sucesso de quem investe nesta modalidade de renda variável está diretamente relacionado ao conhecimento prático e experiência: atributos que só podem ser obtidos com análises e acompanhamentos constantes dos ativos presentes em sua carteira.

O principal objetivo deste livro, portanto, é ajudar o investidor em seu momento mais difícil, que é vencer a inércia da imobilidade para começar a aportar recursos nos fundos geradores de renda passiva ou de ganhos de capital.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

O Homem mais rico da Babilônia


Resultado de imagem para o homem mais rico da babilônia


Escritor: George Samuel Clason
Editora: Ediouro

Português, Formato Digital, aproximadamente 144 páginas

Sinopse: A origem deste livro é uma das mais curiosas, com uma certa aura romântica a envolvê-la. George Samuel Clason, o autor, nascido no Louisiana em 1874, foi militar, homem de negócios e escritor.

Por volta de 1926, lembrou-se de escrever uma série de panfletos informativos sobre como alcançar o sucesso financeiro, com parábolas ambientadas na antiga Babilônia, um império indubitavelmente poderoso. Em linguagem simples e colorida, o autor conta a história de um homem que quis tornar-se rico e o conseguiu, sendo mais tarde convidado pelo próprio Rei a ensinar a sua arte.

As cinco leis de ouro em que baseava as suas lições são princípios pedagógicos válidos para a economia de todos os tempos. Um livro que nunca deixou de ser um grande best seller e é hoje considerado um clássico moderno. 

Os relatos descritos, bem como suas regras são atuais ainda nos dia de hoje para apoiar aqueles que estão enfrentando problemas financeiros, com dívidas ou mesmo que não saibam como prosperar.

domingo, 16 de julho de 2017

Os mercadores da Noite

Autor: Ivan Sant'Ana


Editora: Sextante

Formato: Digital, aproximadamente 448 páginas

Sinopse: "Os mercadores da noite tem um enredo que supera, e muito, os <romances de homens de negócio> lançados às dúzias. Por dois motivos básicos: primeiro, consegue dar uma perspectiva real do que acontece num dos cenários mais fascinantes do mundo, o mercado financeiro global - sem deixar o leitor entediado; segundo, foge do padrão estereotipado de tantas obras do gênero."   Cláudio Gradilone, Gazeta Mercantil

Com a experiência de quem atuou na área por mais de 30 anos, Ivan Sant'Anna criou um thriller surpreendente e emocionante, que tem o ritmo nervoso dos pregões das grandes bolsas de valores.

Julius Clarence é um operador financeiro extremamente bem-sucedido, que deixou a Bolsa de Mercadorias de Chicago para conquistar Wall Street e várias empresas. Mas num mercado tão competitivo, tamanho sucesso vai lhe render, além de uma grande fortuna, um grande inimigo: Clive Maugh. Após muitos anos de disputa entre esses dois gigantes do mercado de capitais, Julius cria um plano para destruir o rival e provocar um colapso na economia mundial, mesmo que para isso seja necessário sacrificar sua própria empresa.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Reminiscências de Um Especulador Financeiro: Reminiscences of a Stock Operator



Escritor: Edwin Lefèvre



Sinopse: Conheça a espetacular história do mais famoso especulador financeiro de todos os tempos. Jesse Lauriston Livermore foi um grande especulador que atuou nos Estados Unidos no início do século XX, se tornando a maior celebridade da história de Wall Street.

Começou a trabalhar numa corretora de valores quando tinha apenas 14 anos de idade, após sair de casa, apesar dos apelos contrários da sua mãe. Conta-se que, aproveitando a quebra da bolsa de Nova Iorque, em 1929, conseguiu ganhar em torno 100 milhões de dólares (mais de 1 bilhão e 300 milhões em valores de hoje).

A impressionante história de Jesse Livermore, aqui narrada em primeira pessoa, foi atualizada e ilustrada, de maneira que o leitor pode se sentir inserido no contexto histórico das ações relatadas, ficando a par dos fatos e personagens citados no texto, tornando o que já era um livro maravilhoso, em um valioso instrumento de estudo para aqueles que tem interesse em operações do mercado financeiro e para estudantes.

Minha opinião: Para quem está hoje aprendendo Tape reader, o livro mostra que esta técnica existe desde 1920. Muito interessante. Vale muito a pena a leitura.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Manual de Análise Técnica - Essências e Estratégias Avançadas

Escritor: Marcos Abe
Editora: novatec

Formato: Papel com 256 páginas

Sinopse: Este livro aborda o tema Investimento em Ações de maneira inédita e tem o objetivo de ensinar os investidores a lucrarem nas mais diversas condições do mercado, inclusive em tempos de crise. Ensinará ao leitor que, para ganhar dinheiro, não importa se o mercado está em alta ou em baixa, mas sim saber como operar em cada situação. Com o Manual de Análise Técnica o leitor aprenderá: - os conceitos clássicos da Análise Técnica de forma diferenciada, de maneira que assimile não só os princípios, mas que desenvolva o raciocínio necessário para utilizar os gráficos como meio de interpretar os movimentos da massa de investidores do mercado; - identificar oportunidades para lucrar na bolsa de valores, a longo e curto prazo, até mesmo em mercados baixistas; um sistema de investimentos completo com estratégias para abrir, conduzir e fechar operações, de forma que seja possível maximizar lucros e minimizar prejuízos; - estruturar e proteger operações por meio do gerenciamento de capital. Destina-se a iniciantes na bolsa de valores e investidores que ainda não desenvolveram uma metodologia própria para operar lucrativamente.

O que achei desta livro: Bom livro, bem técnico porém com uma linguagem fácil. Aprendi muito e tenho mantido como um guia, principalmente pelas estratégias. Poderia ter mais exemplos gráficos e mais referencias. Não sei o custo, quero dizer, se encareceria muito o preço do livro, mas seria bem legal se pudesse ter os gráficos coloridos, isso ajudaria bastante,

segunda-feira, 27 de março de 2017

Não seja o pato da bolsa de valores

Escritor: Marcelo Montandon Jr

Edição Digital, Kindle

A razão pela qual a bolsa de valores não atrai os pequenos investidores no Brasil é única: ignorância. As pessoas desconhecem o significado do mercado de capitais para o país.

Acreditam que é um antro de pecados e malfeitores. Os que se aventuram, quase sempre perdem o dinheiro investido e propagam a mesma ideia. Fuja deste paradigma!

O mercado de ações é vital para o desenvolvimento de um país. Lá, as empresas buscam dinheiro a baixo custo, sem juros, para novos investimentos, no intuito de aumentar os negócios, gerando lucro para os acionistas, criando empregos, pagando melhores salários e aumentando arrecadação tributária. Um ciclo virtuoso em que todos ganham.

O pequeno investidor ganha duplamente, com o crescimento da empresa e com a participação nos lucros. Contudo, o investidor precisa fazer a sua parte. Disciplina, conhecimento e dedicação são imprescindíveis. Não há outro caminho. Fuja das falácias do dinheiro fácil no curto prazo. Não caia nessa, é fria.

Outro ponto importante: seja sócio das boas empresas e das grandes ideias. Não seja sócio das dívidas e da má gestão. É preciso selecionar as melhores companhias.

Este livro tem o objetivo único de mostrar ao pequeno investidor iniciante os caminhos corretos e mais curtos para o sucesso, evitando as numerosas armadilhas do mercado. A minha trajetória foi muito difícil. Este é meu nono ano no mercado acionário, de amador a profissional. Atualmente sou um investidor qualificado e analista profissional CNPI-T, mas mesmo assim, a minha vontade em repassar os ensinamentos do dia a dia para os meus leitores é muito grande, o que me faz continuar a escrever sobre o tema.

Tenho a convicção de que após a leitura deste livro você terá mais subsídios e segurança para enfrentar o mercado de ações. Mas, não se esqueça: não existem dicas milagrosas e nem receitas fantasiosas. É preciso muita dedicação e paciência. O êxito somente acontecerá no longo prazo.

sábado, 24 de dezembro de 2016

História da Riqueza do Homem

Autor: Leo Huberman

Editora: Zahar Editores

Em Português, formato papel

Sinopse: Este livro tem um duplo objetivo. É uma tentativa de explicar a história pela teoria econômica e a teoria econômica pela história. Leo Huberman assim justificou a criação de sua História da Riqueza do Homem – explicação esta sem razão de ser. Se a simples citação da palavra “economia” provoca bocejos entre os jovens numa sala de aula, ler o livro de Huberman, porém, remete o leitor ao desenvolvimento da sociedade humana impulsionado por sangue, revoluções, traições e pactos selados, principalmente, por homens de visão. Pensado anteriormente para leitores juvenis, História da Riqueza do Homem terminou por expandir seu alcance até tornar-se um clássico obrigatório. Cobrindo da Idade Média até o nascimento do nazifascismo, a saga da economia mundial, infelizmente, encerrava-se em meados dos anos 1930. 

Eu li a 15ª edição, onde encerra por volta de 1930 (o livro foi lançado em 1936) A 22ª edição amplia-se e renova-se ao trazer dois capítulos assinados pela historiadora Marcia Guerra, cobrindo a nova era iniciada pela Segunda Guerra Mundial – fazendo desta a única edição atualizada no mundo.

domingo, 31 de agosto de 2014

Os Axiomas de Zurique

Escritor: Max Gunther
Editora: Record
ISBN: 8501033502

Português
Formato Lido: Digital
155 páginas no formato de papel

Sinopse: Os banqueiros suíços ensinam como ganhar dinheiro em qualquer lugar no mundo.
Você será sempre bem-sucedido no mundo dos negócios se seguir regras sobre risco, mobilidade, intuição, esperança e padrões.
Logo depois da Segunda Guerra mundial um grupo de banqueiros e empresários suíços resolveu ganhar dinheiro investindo em várias frentes, de ações a imóveis, de mercadorias a moeda.
Neste livro estão as regras infalíveis que os banqueiros estabeleceram para diminuir os riscos enquanto aumentavam cada vez mais os lucros. São 12 axiomas principais e 16 secundários que se aplicam a qualquer tipo de investimento. Neles o leitor encontrará a chave para investir com sucesso à moda suíça.

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Pai Rico, Pai Pobre

Escritor: Robert Kiyosaki
Editor: CAMPUS
ISBN: 853520623X

186 Páginas em Português
Formato lido: Digital, MOBI

Sinopse oficial:
O objetivo deste livro é o de partilhar percepções quanto à maneira como uma maior inteligência financeira pode ser empregada para resolver muitos dos problemas comuns da vida. Sem treinamento financeiro, freqüentemente recorremos a fórmulas padronizadas para levar a vida, como trabalhar com afinco, poupar, fazer empréstimos e pagar impostos demais. Segundo o autor, cada indivíduo tem o poder de determinar o destino do dinheiro que chega às mãos. A escolha é de cada um. A cada dia, a cada nota, decidimos ser rico, pobre ou classe média. Dividir este conhecimento com os filhos é a melhor maneira de prepará-los para o mundo que os aguarda. Ninguém mais o fará.

O que eu achei:
Bom livro, algumas idéias interessantes, mas feito única e exclusivamente para o mercado e público Americano. Não que algumas dicas não se aplique pra gente, se aplicam e devemos fazer força para usa-las, mas o público dele é Americano.

quarta-feira, 6 de junho de 2007

O pequeno livro do dinheiro

Autor: David Boyle
Editora: Cultrix
ISBN: 85-316-0906-2

Português
192 páginas
Formato: papel

Sinopse oficial:
"O Pequeno Livro do Dinheiro" enriquecerá a sua mente e, provavelmente, o seu bolso. Este pequeno guia intrigante ensinará a você de onde vem o dinheiro, o que significa, como ele está afetando o planeta e o que podemos fazer a respeito. "O Pequeno Livro do Dinheiro" poderá fazê-lo ver de modo diferente muitas coisas, desde seu extrato bancário até as moedas que você tem no bolso.

O que eu achei/Por que eu li?
Pensei que fosse mais um daqueles livros de auto ajuda, mas, nada a ver! O Pequeno Livro do Dinheiro é um livro bem interessante que conta a história do Dinheiro, aplicação, modalidades financeiras e etc. Apesar de não deixar de ser também um livro de auto ajuda financeira. Este foi um que gostei bastante de ter lido.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2006

INVESTIMENTO - Como administrar melhor o seu Dinheiro

Escritor: Mauro Halfeld
Editora: Fundamento
ISBN: 

Português
163 páginas
Formato: Papel

Sinopse oficial:
Ganhar dinheiro não é uma tarefa fácil. Mais complicado ainda é administrá-lo bem e fazer com que se multiplique ao longo dos anos. Investimentos discute exatamente isso. De maneira clara e didática, o autor aborda questões importantíssimas como a compra de imóveis, o orçamento pessoal e os investimentos financeiros. Dá recomendações práticas e usa casos reais. Apresenta análises inéditas sobre os mercados financeiros e ensina um método com a qual você descobrirá para onde está indo o seu dinheiro.





terça-feira, 9 de abril de 1985

Iacocca Uma autobiografia

Autor: Lee Iacocca
Editora: Editora de Cultura

2º Edição, Formato: Papel em 400 páginas
ISBN:  8585153067

Sinopse: Ele fez furor na Ford, onde lançou o Mustang e se tornou o primeiro executivo a ganhar 1 milhão de dólares. Demitido no auge, Iacocca encarou o desafio de tirar a Chrysler da falência. E conseguiu. Escreveu então sua autobiografia, direta, sincera, fascinante. Um 'best-seller' absoluto.

Gostei muito dos comentários de Raul Andrade dando detalhes do livro no Blog Livros de Negócios que pode ser visto neste Link.

Quem deve ler?
Está apenas começando numa empresa mas pretende se desenvolver para obter um melhor posicionamento profissional? Ou você já possui um longo tempo dentro de uma empresa, mas não sabe como dar um “up” na sua carreira? Ou então você é um universitário que não sabe no que deve focar para atingir seus objetivos? Ou você é aquela pessoa que planeja ter um negócio, mas não compreende muito bem como funciona uma empresa? Ou então você já é empresário e vem passando por dificuldades? Esse livro pode ajudá-lo. E, se você não respondeu satisfatoriamente a uma das perguntas anteriores não deixe de ler mesmo assim. Garanto que será um ótimo aprendizado.
Quem não deve ler?
Não gosta de histórias de pessoas que lutam para atingir seus objetivos e vencem? Não tem paciência para a leitura? Não faz seu estilo ler livros sobre negócios? Se respondeu satisfatoriamente então recomendo, infelizmente, que não leia o livro.
Se Interessou? Então continue a leitura e veja um resumo da história e algumas lições que o livro ensina que poderá ser útil na sua vida.

Resumo do Livro:

O livro conta a história de Lee Iacocca, filho de imigrantes Italianos, que se tornou presidente da Ford (considerado o pai do Mustang) e depois de assumir por 8 anos esse cargo e de estar há 32 anos na empresa foi demitido. Para ele isso foi como um soco na cara, por um momento no céu e em outro no inferno. Uma semana depois de sua demissão resolve assumir a presidência da Chrysler, mas essa atitude só aumentou sua frustração, pois um ano depois de assumir o cargo a Chrysler entrou num rápido processo de bancarrota.
Mas com muito esforço e profissionalismo se tornou herói, fez a empresa se reerguer e tornar-se competitiva novamente, lutando contra fatores econômicos, concorrências praticamente desleais (a entrada dos carros japoneses no mercado de automóveis dos EUA), fatores políticos, financeiros, administrativos, além de pessoais. Traduzindo: mesmo em face de todos esses problemas ele não desistiu de VENCER. A derrota para ele nunca foi uma alternativa na sua vida.
O livro é muito instigante, você começa a ler e vai se envolvendo com a história de vida do Iacocca. Vai pensando em como aplicar suas lições na sua própria vida, tanto profissional quanto pessoal. Vai lendo e pensando em como sua carreira esta caminhando e quais os passos você deve dar para atingir seus objetivos, além de pensar se esta seguindo no caminho certo. Além disso, o livro mostra que as pessoas que chegaram num posto muito elevado são Seres Humanos, que também passaram por dificuldades, falta de experiência, cometeram muitos erros, você passa a perceber que você pode atingir um posto mais elevado do que já esta, bastando identificar os caminhos corretos a seguir, dedicar-se de verdade e, claro, contar um pouco com a sorte.
Vale a pena ler!

Lições do Livro:

Aprendi muitas lições com esse livro. E acredito que você será capaz de aprender mais ainda. Vou listar muitas aqui que irão fazer você ver o quanto o livro é bom.

Lições de vida e carreira

#1 As pessoas votam com o próprio bolso. Quando se está numa situação difícil financeiramente você favorece o partido do povo. Quando não esta com problemas e as coisas andam as mil maravilhas você favorece os mais conservadores;
#2 Se você quiser usar bem o seu tempo tem que saber distinguir o que é mais importante e, então, dedicar-se totalmente a isso;
#3 Quem quiser tornar-se um solucionador de problemas no mundo dos negócios terá que aprender desde cedo a estabelecer prioridades;
#4 Estabelecer prioridades e usar bem o tempo não são coisas que se possam aprender na faculdade. O ensino formal pode ajudar muito, mas muitas das habilidades essenciais na vida são aquelas que cada um tem que desenvolver por si mesmo;
#5 Estudar o comportamento humano é importante. Dessa maneira você desenvolve a habilidade de conseguir dizer muita coisa sobre uma pessoa depois de um primeiro contato. Essa habilidade é fundamental, pois uma das coisas mais importantes para os administradores é saber contratar as pessoas certas;
#6 Aprenda a se comunicar. Desenvolva sua capacidade de escrever, aprenda a se expressar por escrito. Amplie seu vocabulário e depois treine usá-lo num discurso improvisado, dessa maneira irá desenvolver sua habilidade oratória e aprenderá a pensar por si mesmo;
#7 A gente tem que aceitar as pequenas tristezas da vida. Você nunca vai saber realmente o que é a felicidade, se não tiver com que compará-la;
#8 Quando atingir um posto muito elevado dentro de uma organização ou com a sua empresa, não esqueça das pessoas que colaboraram para que chegasse onde chegou. Não se julgue superior. A capacidade de comunicação é tudo;
#9 Muitas vezes é necessário um pouco de desgraça para as pessoas se unirem. Por exemplo: crises econômicas, desastres naturais, etc;
#10 Dedique tempo para atividades familiares. Não tenha orgulho de dizer que trabalhou tanto que não sobrou tempo para dedicar a sua família. Isto significa que falhou nessa “tarefa”;
#11 Jogos/esportes são importantes. Neles você aprende quando explorar uma vantagem, quando recuar ou quando blefar;
#12 você pode ter ideias brilhantes mas se não conseguir ser persuasivo, sua inteligência não adianta nada;
#13 Cada um deve aproveitar ao máximo o proprio potencial, faça o que fizer;
#14 Há duas coisas realmente importantes num candidato que a gente não consegue captar numa só entrevista. A primeira é se ele é preguiçoso e a segunda , se tem bom senso. Não existe uma análise quantitativa para checar se uma pessoa tem disposição para o trabalho e se terá sensatez – ou conhecimentos práticos – na hora de tomar uma decisão. São essas qualidades que distinguem os Homens dos Meninos;
#15 Um vendedor não nasce feito. No início você tende a ser um teórico e formal, depois de obter alguma experiência passa a dominar os fatos e a trabalhar a forma de aprensentá-los. Depois de algum tempo as pessoas começarão a ouví-lo;
#16 Aprender as técnicas de venda é uma tarefa que exige tempo e esforço. É preciso praticar bastante, até elas se transformarem numa segunda natureza da gente. Nem todos os jovens de hoje entendem isso. Eles vêem um homem de negócios bem-sucedido e não param para pensar em todos os erros que ele deve ter cometido quando era mais jovem. Os erros fazem parte da vida; não há como evitá-los. Só se pode esperar que eles não custem muito caro e que não se cometa o mesmo erro duas vezes;
#17 É importante que você encontre um mentor, seja seu chefe, pessoas que admire, dessa maneira terá uma alguém para se espelhar e aprender através de sua experiência, podendo vir a aprender quais caminhos seguir para obter sucesso ou quais erros não vir a cometer;
#18 A única vantagem do ser humano é a capacidade de pensar e o bom senso. Esta é a única vantagem real que temos sobre os macacos;
#19 Tenha sempre em mente que todos erram. O problema é que a maioria nunca admite que errou. Quando um cara faz uma besteira, ele nunca diz  que foi culpa dele, pelo menos se puder dar um jeito. Ele acusa esposa, o síndico, os filhos, o cachorro, o tempo – mas nunca a si mesmo. Por isso, quando cometer um erro não venha com desculpas – vá primeiro se olhar no espelho;
#20 Se você realmente acredita no que faz, tem que persistir, mesmo diante dos obstáculos. Os revezes fazem parte da vida, e é preciso responder a eles com cuidado. Redobre seus esforços e trabalhe com dedicação maior ainda;
#21 O sucesso aparece do nada, mas provavelmente foram necessários anos de trabalho comendo o pão que o diabo amassou para atingir a glória;
#22 É importante falar com as pessoas em sua própria linguagem. Se você fizer isso bem, elas vão dizer: “Puxa, ele disse exatamente o que eu estava pensando”. E quando começam a respeitar você, elas o seguirão até a morte. Elas não o estarão seguindo porque você tem alguma capacidade misteriosa de liderança, mas porque é você que as está seguindo;
#23pessoas que não obtêm sucesso mesmo sendo espertos e talentosos. São aquelas que você para e fala “Por que será que ele não vai para frente?” Todos nós conhecemos gente desse tipo, pessoas que parecem ter tudo mas que nunca progridem muito. Não estamos falando daquelas pessoas que realmente não querem progredir ou das que são simplesmente preguiçosas. Mas sim das que se esforçam muito, seguem um plano definido, vão para a universidade, conseguem um bom emprego, dão duro e não conseguem nada. Quando você fala com essas pessoas, muitas vezes elas dizem que tiveram azar, ou que o chefe não gosta delas. Invariavelmente, elas se colocam como vítimas. Mas você tem que se perguntar por que só tiveram azar e por que nunca pareciam estar procurando oportunidades melhores. Sem dúvida, a sorte tem um papel nisso tudo. Mas quando pessoas capazes não conseguem avançar, em geral é porque não conseguem trabalhar bem com seus colegas;
#24 Há uma diferença enorme entre um ego forte, que é essencial, e um ego grande – que pode ser destrutivo. A pessoa com um ego forte conhece suas próprias forças. É confiante. Tem uma ideia realista daquilo que pode realizar e caminha decidida na direção do seu alvo. Já a pessoa que tem um ego grande está sempre buscando reconhecimento. Precisa estar sempre recebendo tapinhas nas costas. Pensa que é mais do que todo mundo. E trata com prepotência as pessoas que trabalham com ele;
#25 Cada pessoa deve ter um plano de desenvolvimento bem no início da carreira. Deve-se dar a ela tempo suficiente para obter experiência numa determinada atividade, até que se comprove que de fato aprendeu a trabalhar naquela área específica;
#26 As pessoas suportam muita coisa quando estão todas no mesmo barco. Se todos sofrem da mesma maneira, é possível mover uma montanha. Mas a primeira vez que você descobre alguém fazendo corpo mole ou fugindo da sua parcela de responsabilidade, tudo pode desabar;

Lições de Negócios


#27 Qualquer pessoa que compre alguma coisa irá justificar sua compra por algumas semanas, mesmo que tenha cometido um erro. Muitos clientes não sabem o que querem comprar; faz parte do trabalho do vendedor ajudá-los a descobrir;
#28 Jamais apareça na frente dos clientes sem ter ensaiado com cuidado o que você vai dizer – ou o que vai fazer – para ajudar a vender o seu produto;
#29 Nunca tome uma decisão importante sem ter pelo menos duas opções. E se a decisão irão influenciar muito no seu futuro (profissional ou da sua empresa) é bom que tenha uma terceira também;
#30 Ponha suas ideias no papel. Se você não conseguir fazer isso, é porque não trabalhou a ideia direito;
#31 Dentro de uma empresa temos de um lado os analistas financeiros que tendem a ser conservadores e pessimistas, mantendo-se na defensiva. Do outro está o pessoal das vendas e do marketing – agressivos, especuladores, otimistas. Sempre dizem “vamos fazer”, ao passo que os analistas sempre tentam mostrar as razões para não fazer. Em qualquer empresa você precisa dos dois termos da equação, pois a tensão natural entre os dois grupos cria um sistema próprio de checagem e de equilíbrio. Quando os analistas são fracos demais, a empresa acaba indo à bancarrota. Mas quando são fortes demais, a empresa não consegue atender ao mercado ou se manter competitiva;
#32 Sinta-se na obrigação de elaborar ideias para sua empresa ou para a empresa para a qual trabalha. Quando tiver a oportunidade de expressar suas ideias estará com elas planejadas e em mãos;
#33 Faça um sistema de revisão (trimestral, semanal, fica a seu critério) para sua equipe na empresa. É altamente funcional. E funciona por várias razões. Em primeiro lugar, permite que cada um seja seu próprio chefe e estabeleça seus próprios objetivos. Em segundo lugar, torna a pessoa mais produtiva e motivada por si mesma. Por fim, ajuda as novas ideias a chegarem ao topo da hierarquia. A revisão força gerentes a parar e avaliar o que realizaram, o que pretendem realizar e como pretendem fazê-lo. Outra vantagem dessa revisão – sobretudo numa grande empresa – é que ele evita que as pessoas sejam esquecidas. É muito difícil alguém se perder no sistema se é submetido a uma avaliação a cada trimestre pelo chefe e, indiretamente, pelo chefe do chefe e pelo chefe do chefe do chefe. Dessa maneira as pessoas competentes não são passadas para trás. E, o que também é importante, os incompetentes não conseguem se esconder;
#34 Sem um sistema regular de revisão, um gerente que não estiver se saindo bem numa determinada àrea poderá ficar aborrecido com seu chefe. Poderá achar que a razão do seu fracasso em atingir as metas é a má vontade do chefe com relação a ele. Muitas pessoas ficam durante anos na função errada. Quase sempre ,a administração só descobre esse tipo de coisa tarde demais;
#35 Você pode usar os computadores mais fantásticos do mundo e juntar todos os gráficos e números possíveis, mas no final você tem que reunir as informações, fixar um cronograma e AGIR;
#36 Um bom líder no mundo dos negócios não pode desejar ter todos os fatos à mão ou 100% de certeza que um determinado projeto dará certo. Teoricamente isso é uma maravilha, mas na vida real não funciona assim. Obviamente você tem a responsabilidade de reunir todos os fatos e projeções relevantes que puder. Mas, em algum momento, você terá que acreditar. Primeiro, porque mesmo a decisão certa será errada se for tomada tarde demais. Em segundo lugar, porque em muitos casos é impossível chegar a esse grau de certeza; De fato, a intuição não é uma base suficiente para se agir. Mas, esperar pode ser mais perigoso;
#37 Apesar do que dizem os livros, as decisões mais importantes da vida das empresas são tomadas por indivíduos e não por comissões. As pessoas são ouvidas, mas na hora da decisão o comandante diz o que deve ser feito;
#38 Além de serem tomadores de decisões, os gerentes devem ser motivadores. Na vida da empresa, é preciso estimular todos a contribuir para o bem comum e a descobrir formas melhores de fazer as coisas. Você não é obrigado a aceitar todas as sugestões, mas tem que se voltar para quem apresentar alguma sugestão, lhe dar um tapinha nas costas e dizer: “Excelente Ideia”. Senão, a pessoa nunca mais fará nenhuma proposta. Este tipo de comunicação faz as pessoas sentirem que são realmente importantes;
#39 Quando você dá um aumento para um funcionário, é o momento de aumentar as responsabilidades dele. Enquanto ele está animado, você o recompensa pelo que realizou e, ao mesmo tempo, motiva-o a realizar ainda mais. Sempre o alimente com mais trabalho quando ele estiver por cima e nunca seja muito duro com ele quando ele estiver por baixo. No momento em que está contrariado com os próprios erros, você corre o risco de feri-lo demais e de fazê-lo perder o incentivo para melhorar;
#40 Um gerente faz muito quando consegue motivar outra pessoa. Na hora de levar as coisas adiante, a motivação é tudo. Você pode até conseguir fazer o trabalho de duas pessoas, mas não pode ser duas pessoas. Ao invés disso, você deve inspirar o seu subordinado direto e levá-lo a inspirar os subordinados dele;
#41 A fórmula para o sucesso de uma equipe funciona da seguinte forma: Você tem que começar ensinando os fundamentos. Um jogador deve conhecer as bases do jogo e deve saber como jogar em sua posição. Depois, você deve colocá-lo na linha. Isto é disciplina. Os homens precisam jogar como uma equipe e não como um amontoado de indivíduos. Não há espaço para estrelas. Se você vai jogar em equipe tem que cuidar de seus companheiros, você deve desempenhar sua função da melhor maneira para que seu companheiro possa fazer a parte dele seguindo essa mesma linha de pensamento;
#42 O maior problema atual dos negócios é que muitos gerentes dispõem de informações demais. Isto os atrapalha e eles não sabem o que fazer com tanta coisa. A chave do sucesso não é a informação. São as pessoas. E o tipo de pessoa necessária para ocupar cargos na alta gerência é aquela que procura fazer tudo para agradar. São essas pessoas que tentam fazer mais do que se espera delas. Elas estão sempre atingindo metas e se aproximando das pessoas com quem trabalham, tentando ajudá-las a fazer melhor suas tarefas. É assim que essas pessoas funcionam. Mas há os outros, a turma das nove às cinco. Só querem ficar por ali esperando alguém dizer o que têm que fazer. Eles dizem: “Não quero entrar nessa loucura. Pode fazer mal para o coração”;
#43 Um produto para ser reconhecido pelo seu cliente e fazer sucesso precisa de um estilo e de uma identidade própria;
#44 É importante dedicar um tempo na elaboração de uma apresentação espetacular do seu produto, seja para mostrá-lo à seus clientes ou para seus revendedores;
#45 Quando você está tentando promover uma marca, sua primeira tarefa é deixar claro onde a marca pode ser encontrada. É por isso que o arco do Mc Donald’s é tão eficaz. Até uma criança pequena sabe onde deve ir para comprar hambúrguer;
#46 Existem apenas duas maneiras de se ganhar dinheiro: vender mais mercadoria ou gastar menos nas despesas gerais. Outro ponto importante é ficar atento a lucratividade de cada produto na sua empresa. Acabe com produtos que não há muita procura por parte de seus clientes ou aqueles que dão lucros mínimos; É importante de tempos em tempos procurar maneiras diferentes de cortar despesas e aumentar os lucros;
#47 A interação entre diferentes funções numa empresa é absolutamente fundamental. Cada membro da equipe deve compreender o que é seu trabalho e exatamente como se relaciona com as outras funções;
#48 Problemas sempre provocam mais problemas. Uma pessoa que não tem segurança naquilo que faz nunca vai querer trabalhar com alguém que tenha essa segurança. O sujeito pensa: “Se esse cara aí é tão bom, vai chamar a atenção para minhas deficiências – vai acabar ficando no meu lugar”. Assim, um gerente incompetente sempre contrata outros também incompetentes. E todos eles escondem a deficiência do sistema. Por isso a única solução é despedí-los;
#49 Em última análise, todas as operações de negócios podem ser reduzidas a três palavras: Pessoas, Produtos e Lucros. As pessoas estão em primeiro lugar. Se você não tiver uma boa equipe, não poderá fazer grande coisa com o resto;
#50 Todo vendedor deve ter, além de outras características, conhecimento sobre o produto, tempo e paciência;
#51 Se as coisas não andam bem nos negócios é essencial que haja transparência. As pessoas necessitam ouvir que você realmente está com dificuldades, mas que está fazendo a lição de casa para que tudo volte a prosperar. Essa é a única maneira de passar confiança e evitar que especulações se propaguem mais rápido que os fatos;
#52 A qualidade e a produtividade são faces da mesma moeda. Tudo o que se faz pela qualidade aumenta a produtividade. Quando você aperfeiçoa a qualidade, os custos de garantia diminuem, assim como os custos de inspeção e de reparos. Se você de início faz um bom trabalho, os custos reduzem e a lealdade do comprador começa a aumentar;
#53 Reerguendo uma empresa: identifique os erros financeiros e de administração e corríja-os. venda itens não essenciais ao funcionamento da empresa (equipamentos inutilizados, imóveis, etc). baixe salários dos cargos mais altos, suspenda aumentos salariais. firme compromissos novos com seus fornecedores, bancos, funcionários, sindicato, e com o governo se for preciso. Foque na produção de seus produtos mais lucrativos e procurados por seus clientes, deixando de lado os de baixa lucratividade. seja transparente com as pessoas sobre a situação da sua empresa e dos esforços que estão sendo feitos para que a mesma vença as dificuldade;
#54 Se você não é uma grande empresa, você tem que inovar. Atuar em mercados onde a concorrência é de grandes empresas, não adianta, a única maneira de vencê-los é atacando-os pelos flancos;
#55 Dedicação à família e a própria vida não podem ser deixados de lado. Você não pode deixar a empresa virar uma um campo de concentração. Trabalhar muito é essencial. Mas há sempre um momento de descanso e de relaxamento, o momento de ir ver os filhos na peça teatral da escola ou num torneio de natação. Se você não fizer isso enquanto as crianças forem pequenas, não vai poder fazer mais tarde.
Essas foram apenas algumas lições implícitas no livro que consegui identificar. Se você já leu, deixe seu comentário a respeito. E se não leu ainda, como pode ver, vale a pena ler.
Até a próxima dica de livro de negócios!